Turismo: setor ganha mais estímulo e segurança em Minas

Minas Gerais é um estado repleto de atividades turísticas, por isso aqui no Levante Sul de Minas consideramos fundamental estimular esta atividade. Acompanhe esta notícia que vai impulsionar o turismo neste momento de crise.

O governo de Minas publicou, na quinta-feira (28/1), no Diário Oficial de Minas Gerais, a deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 nº 120, que atualiza os protocolos sanitários do Plano Minas Consciente e, com isso, passa a permitir o funcionamento de atividades turísticas, eventos, atrativos culturais e naturais em todas as ondas de restrição das atividades socioeconômicas. Assim, parques, museus, bibliotecas, bares, restaurantes, igrejas, reservas ecológicas, zoológicos, unidades de conservação, galerias e outros equipamentos turísticos e culturais podem voltar a receber turistas e visitantes.

A nova fase do Minas Consciente é considerada uma conquista para a retomada dos setores do Turismo e da Cultura, uns dos mais afetados pela crise causada pela pandemia de Covid-19. Com a permissão das atividades nas três ondas, respeitadas as medidas restritivas de cada uma delas e protocolos sanitários gerais, as cadeias produtivas dos dois segmentos em Minas Gerais terão a oportunidade de contribuir para alavancar a recuperação econômica não só do setor, mas de todo o estado.

“A Cultura e o Turismo têm papel essencial nesse cenário de retomada econômica. O Minas Consciente libera a abertura dos espaços culturais e o funcionamento dos serviços turísticos em todos os municípios que aderiram ao Plano, obedecidos os protocolos necessários. Isso significa que, com segurança, retomaremos as atividades de forma gradual, para que seja possível recuperar também, de forma efetiva, vários serviços que compõem essas cadeias e, consequentemente, os empregos a eles atrelados, gerando renda para a população de Minas Gerais nesse momento tão sofrido”, destaca o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira.

Volta de atividades culturais e turísticas – Os atrativos naturais, equipamentos culturais e eventos poderão ocorrer em todos os municípios que aderiram ao Minas Consciente, independente da onda, mas com restrições e ampliação gradativa do atendimento. Na onda vermelha, por exemplo, são permitidos eventos para até 30 pessoas, com 10 m2 de distanciamento; na onda verde, o máximo são 250 pessoas com 4 m2 de distanciamento, além do uso de máscaras e demais medidas conhecidas. Em relação aos hotéis e atrativos culturais e naturais, na onda vermelha é permitido atingir 50% da ocupação; na onda amarela, 75%; na onda verde, 100%.

Leia mais: Turismo: setor ganha mais estímulo e segurança em Minas – Diário do Comércio Em: https://diariodocomercio.com.br/turismo/turismo-setor-ganha-mais-estimulo-e-seguranca-em-minas

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *