Serviços recuam 6,9% em março, no pior resultado da série histórica

De acordo com o IBGE, o volume do setor de serviços do Brasil caiu 6,9% em março ante fevereiro e teve queda de 2,7% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Este foi o pior resultado alcançando do setor na série histórica da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), iniciada em janeiro de 2011.

Foto: Divulgação Revista Exame / Rahel Patrasso/Reuters

Trata-se da segunda queda mensal consecutiva do setor, que, em fevereiro, retraiu 1%. A piora veio com as medidas de isolamento social para conter o avanço do contágio do novo coronavírus, que começaram na segunda metade de março. Já a queda anual de 2,7% interrompe uma sequência de seis taxas positivas.

No mês, todas as cinco atividades pesquisadas pelo IBGE tiveram quedas, com destaque para serviços prestados às famílias (-31,2%) e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-9%). Fazem parte dos serviços prestados às famílias restaurantes e hotéis, que sofreram bastante com o fechamento das atividades não essenciais pelo país.

Leia a notícia completa no site da Revista Exame.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *