Revista traz impactos da COVID-19 e cenários para reabertura do comércio

A Revista Exame publicou em seu site, nesta quinta-feira (07/05), uma reportagem especial com panoramas da crise causada pela pandemia de COVID-19. Intitulado “Como recomeçar? As lições para o Brasil reabrir”, o material aborda temas como o risco de algumas Startups fechar e a mudança no perfil do consumo dos brasileiros.

Revista Exame – Imagem Divulgação: Exame

A reportagem faz comparações entre os cenários econômicos de outros países e o Brasil, além de pontuar ações implementadas em algumas regiões brasileiras e seus reflexos. A revista destaca que a reabertura da economia não significa a retomada de consumo, pois a escolha de onde e como gastar é influenciada diretamente pela confiança no futuro.. Segundo levantamento da empresa de pesquisas Kantar, ouvida na reportagem, 78% das pessoas saem de casa apenas para comprar itens necessários, como alimentos e remédios. Fatores como medo da recessão e falta de dinheiro, obviamente, influenciam nas decisões. Em abril, o índice de endividamento atingiu cerca de 66% das famílias brasileiras, o maior desde 2010.

As estratégias criadas pelo Governo Federal para conter a crise econômica também são citadas na reportagem. Se por um lado houve a liberação de auxílio emergencial, o que injeta 31,3 bilhões de reais na economia do país, por outro a suspensão ou redução dos contratos de trabalho e dos salários de funcionários por até três meses, pode deixar empresários em alerta. Até o dia 1º de maio, 4,8 milhões de trabalhadores brasileiros haviam sido impactados pela medida. Isso significa que, diante da reabertura do comércio, muitas pessoas ainda estarão com a renda drasticamente afetada e sem confiança para comprar bens de maior valor ou assumir dívidas.

 

Leia a reportagem completa e seus subtópicos no site da Revista Exame.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *