Crise fez brasileiros deixarem de movimentar R$ 20 bilhões com cartões em março

Imagem: Internet

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), os brasileiros já deixaram de movimentar cerca de R$ 20 bilhões em operações envolvendo  cartões, durante a pandemia. 

Os brasileiros movimentaram R$ 148,6 bilhões no mês de março, um aumento de 3,4% em comparação com o mesmo período do ano anterior.Porém, esse é o menor crescimento verificado para março desde 2007. O volume financeiro esperado em movimentações era de, aproximadamente, 170 bilhões.

Além disso, o número representa uma desaceleração das transações, uma vez que o crescimento anual vinha num ritmo de dois dígitos. Em fevereiro, a alta anual havia sido de 21%, para R$ 158 bilhões.

Nas capitais, houve uma queda de 2,1% no volume transacionado no mês de março. No interior, houve alta de 8% no volume.

O isolamento social impactou positivamente outras formas de transação financeira. Pagamentos digitais (e-commerce, aplicativos, dentre outros), chegaram a R$ 86,7 bilhões no primeiro trimestre, com crescimento de 23,2%. Já os pagamentos por aproximação somaram R$ 3,9 bilhões no primeiro trimestre, uma alta de 456%.

Por meio da tecnologia NFC (“Near Field Communication”), o pagamento é feito sem que haja contato físico e sem necessidade de digitação de senha para valores até R$ 50. A Abecs discute o aumento desse limite, que deve ser estabelecido pelos emissores e cumprido pelas adquirentes.

Acesse o relatório da Abecs e saiba mais.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *