7 pontos de atenção no Marketing Digital em 2021

Diversos setores estão atentos às tendências do Marketing Digital, focando na retomada pós-pandemia.

Entre as ferramentas e tecnologias mais citadas estão a inteligência artificial, reconhecimento facial, realidade aumentada e assistentes de voz, sempre com base no forte uso de dados.

Isso se deve ao fato de a experiência do cliente estar em primeiro lugar e tudo estar focado em atendê-lo. Se por um lado a tecnologia é essencial, o conteúdo e o direcionamento dele também devem ser levados em conta. Somando essas ações, o Marketing Digital deve crescer exponencialmente.

Veja abaixo sete pontos importantes para sua estratégia:

1 – Inteligência Artificial:

A aplicação da Inteligência Artificial exige um uso intenso e controlado de dados, algo que já cresce todos os anos naturalmente. Por isso, a área requer atenção para que esse volume crescente continue sendo filtrado e utilizado corretamente.

“A tecnologia está ficando cada vez mais prática para que você consiga processar esses dados e transformá-los em poder de decisão”, Palhares comenta. “Com isso, eu espero também estratégias e segmentações de clientes mais bem elaboradas. As técnicas mais básicas devem ficar para trás”, segundo Lucas Palhares, Diretor Comercial da agência de Marketing Digital Raccoon.

Para Henrique Mendoza, publicitário e especialista em tráfego pago, 2021 é o ano da ascensão da Inteligência Artificial.

Com o fluxo de informações a que estamos expostos diariamente na internet, tornou-se imprescindível o uso de ferramentas de gestão que ajudem a criar um fluxo de dados e que permitam interagir com seguidores nas redes, como é o caso dos?chatbots, que estarão em alta.

Os softwares de automação de processos, de criação de relatórios, processos de compras, criação de conteúdo e muitas outras opções se tornará mais forte.

2 – Integração on e off: 

A integração de dados on e offline é outro ponto levantado pela Raccoon.

É possível saber, por exemplo, quando um consumidor acessou o site de determinada marca e, posteriormente, foi até o estabelecimento conferir os produtos fisicamente, ou o caminho inverso. Mesmo a disponibilização de WiFi grátis nas lojas serve como coleta de dados para aplicação no Marketing digital.

Leia também: Varejo 4.0: ame-o ou deixe-o 

3 – Assistentes de voz:  

Os assistentes de voz são outra aposta de Palhares para 2021.

Há pesquisas que afirmam que, no futuro próximo, nós teremos mais assistentes de voz do que há pessoas atualmente no mundo – de Alexa, do Google Assistente à Siri, da Apple, entre outros nomes que podem surgir.

Todos eles auxiliam na realização de compras por voz e acredito que vão se intensificar.

4 – Padronização e personalização:  

A primeira diz respeito à unificação da linguagem de marca, ou seja, a mesma comunicação em diferentes canais (redes sociais, atendimento, site etc.). Já a personalização tem a ver com a entrega para cada pessoa.

Se a empresa sabe do que o cliente gosta, sabe também, por exemplo, que ele usa muito o WhatsApp, então ela tem uma estratégia específica para entregar o que ele quer no canal que ele mais utiliza.

Veja: Customer Centricity – como garantir a satisfação do consumidor 

5 – Investimento em publicidade: 

Como as pessoas passaram um longo período em casa, o consumo aumentou e a quantidade de propagandas também, levando com que empresas reforcem o time de Marketing para obter a melhor performance, ou seja, aparecer para o seu cliente, estar mais perto, fazer com que ele consuma ainda mais.

Para Henrique Mendoza, os desafios são muitos.

Aqui, dentre milhares de anúncios pagos diariamente, fazer com que o cliente enquanto navega em suas redes sociais pare o que está fazendo para ouvir a marca, é um desses grandes desafios.

6 – SEO para Negócios Locais:  

Além da considerável demanda de anúncios, muitas empresas estão buscando cada vez mais se posicionar na primeira página de buscadores como Google, Bing e o próprio Yahoo, porque 60% do público costuma pular anúncios e buscar empresas que estão entre os três primeiros resultados da primeira página nos resultados orgânicos.

Mendoza conclui ainda que se a empresa é local e ainda não está focada nisso, essa será uma tendência a se fortalecer ainda mais em 2021.

7 – Marketing para prateados:  

Fazer Marketing para os 60+ requer estar onde eles estão.

Cada vez mais conectadas, as marcas podem explorar as redes sociais, como Instagram e Youtube, e combinar conteúdos patrocinados com conteúdo autoral. Isso é, promover eventos informativos e participativos para os maduros, com especialistas e personalidades que eles se identificam.

De acordo com Camilla Alves, especialista em Marketing Digital inclusivo e sócia da MV Marketing, em termos de marca, essas ações trazem bons resultados e colocam o produto ou serviço em evidência, pois proporcionam uma experiência positiva ao público-alvo em um momento exclusivo e dedicado a eles.

Resumidamente, o Marketing Digital para público sênior permite a aprendizagem constante e os dados obtidos em campanhas são os maiores aliados. Alcançar este público de forma empática e personalizada, deve ser o propósito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *